Quarta-feira, 30 de Março de 2011

Lançamento do livro “Presentación del libro:”Banco de Dados ; materias empregados em conservação-restauração de Bens Culturais”

 

 

 

Para mais informações:  http://www.abracor.com.br/novosite/

 

 

 

publicado por mhp às 19:09
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Março de 2011

Joaquim Veríssimo Serrão ultima 19.º volume da sua História de Portugal

Aos 85 anos, Joaquim Veríssimo Serrão, o homem que presidiu, durante 31 anos, à Academia Portuguesa da História, tem entre mãos a escrita do último dos 19 volumes da História de Portugal que começou a escrever em 1977.


Apesar da amizade que o ligou a Marcello Caetano, a que se manteve sempre fiel, Veríssimo Serrão garante que, em nome da verdade histórica, consegue manter o distanciamento para escrever o livro que retrata o período em que Caetano chefiou o Governo, antes da Revolução de abril de 1974, embora já sem a “vivacidade” que teve no passado.


“A História não é política”, disse à agência Lusa, frisando que, ao longo da sua vida, nunca teve qualquer envolvimento partidário.


Veríssimo Serrão, professor catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, ultima um projeto em que se lançou em 1977, quando publicou o primeiro volume da sua História de Portugal, relativo ao período de 1080 a 1415.


“Foi concebida para ser em três volumes. Acabou por se transformar no instrumento de trabalho do professor Veríssimo Serrão”, revelou à Lusa Martinho Vicente Rodrigues, diretor do Centro de Investigação Joaquim Veríssimo Serrão (CIJVS).


A viver agora num lar residencial, Veríssimo Serrão vai preenchendo os seus dias no ultimar desse projeto, ao mesmo tempo que procura inteirar-se da “construção” do seu Centro de Investigação, em vias de ser instalado numa parte do antigo Presídio Militar de Santarém.


Aí vão ficar à disposição de investigadores, mas também de curiosos e interessados pela História, os milhares de ficheiros que constituíram as “alfaias” da investigação desenvolvida ao longo de uma vida, bem como os 30.000 livros, 90 caixas de manuscritos, entre os quais a correspondência que trocou com Marcello Caetano, condecorações, telas, que legou em 2009 à câmara municipal de Santarém, cidade onde nasceu.


Duas terças-feiras por mês, das 18:00 às 19:30, o centro acolherá uma “assembleia de investigadores”, um espaço aberto a todos os membros para apresentação de comunicações e debate de ideias, prevendo ainda “assembleias extraordinárias” para oradores convidados.


O CIJVS procurará beneficiar da teia de relações criada por Veríssimo Serrão com academias e investigadores espanhóis e da América Latina, sobretudo do Brasil e Venezuela, disse Martinho Vicente Rodrigues à Lusa, sublinhando o compromisso da edição de uma revista, nos primeiros dois anos semestral e depois anual.

“Não gosto de uma estátua. Quero ser recordado pela minha biblioteca”, disse Veríssimo Serrão à Lusa, admitindo que o facto de ter sido reitor da Faculdade de Letras de Lisboa antes do 25 de abril (demitiu-se em 1974) não lhe granjeou simpatia entre os “abrilistas”.


Para Martinho Vicente Rodrigues, “não há dúvida” de que Veríssimo Serrão “é um dos grandes historiadores portugueses”, um reconhecimento patente nas muitas condecorações de que foi alvo, em Portugal (recebeu a Grande Cruz da Ordem de Santiago da Espada), mas sobretudo no estrangeiro, nomeadamente em Espanha, de que destaca o Prémio Príncipe das Astúrias de Ciências Sociais (1995).


Fonte: Agência Lusa


publicado por mhp às 10:14
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Fevereiro de 2011

Monografia: "Património Imaterial do Douro" em 2 volumes

Património Imaterial do Douro – Vol, 1
Alexandre Parafita
Editor: Âncora
Ano de edição: 2010
Tipo de artigo: Livro
ISBN: 9789727803033
C.I.: 00000247795
Número de páginas: 224
Edição: 2
Idioma: Português
Encadernação: Brochado

 

 

Património Imaterial do Douro – Vol, 2

Alexandre Parafita
Editor: Âncora
Ano de edição: 2010
Tipo de artigo: Livro
ISBN: 9789727803040
C.I.: 00000247794
Número de páginas: 312
Edição: 1
Idioma: Português
Encadernação: Brochado

 

 

 

publicado por mhp às 19:14
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

"O culto da Arte" de Ramalho Ortigão

"O culto da Arte", escrito por Ramalho Ortigão no final do século XIX, é um excelente livro para se entender o conceito de património, monumentos, museus nesse período. De uma escrita fluida, critica e problematizante, é de leitura obrigatória para quem se debruça sobre as temáticas patrimoniais, e não só.

 

Podem fazer o download na Biblioteca Digital da Biblioteca Nacional, através do seguinte link: http://purl.pt/207

publicado por mhp às 18:31
link do post | comentar | favorito

.Informações sobre o MHP

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.arquivos

. Abril 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

.posts recentes

. Lançamento do livro “Pres...

. Joaquim Veríssimo Serrão ...

. Monografia: "Património I...

. "O culto da Arte" de Rama...

.Últimos Comentários

Bom dia,O link está com um problema, que não permi...
Joana,O novo site ainda está em construção, mas o ...
Boa noiteGostaria de saber qual o novo endereço do...
Boa entrada, Paulo. Esta iniciativa seria um óptim...

.tags

. todas as tags