Domingo, 13 de Março de 2011

Ordem dos Arquitectos vai mostrar como se restaura e reabilita uma casa centenária

A Secção Regional do Norte da Ordem dos Arquitectos (SRN/OA) quer fazer da sua nova sede no Porto um paradigma do que deve ser o trabalho de recuperação de casas antigas. As novas instalações da Ordem vão ficar na Rua de Álvares Cabral (n.ºs 136/150) e, para o efeito, vão ser restauradas e reabilitadas duas vivendas centenárias adquiridas em 2002. Do concurso realizado, dois anos depois, para o desenho da obra - que contou com meia centena de concorrentes -, saiu vencedor o projecto do atelier NPS (Rui Neto, Odete Pereira e Sérgio Silva).
 
As duas vivendas centenárias foram adquiridas em 2002

 

      As duas vivendas centenárias foram adquiridas em 2002 (Foto: Fernando Veludo)

"O objectivo da Ordem era fazer tanto da aquisição como do próprio projecto uma operação didáctica; queríamos instalarmo-nos no centro histórico do Porto mas também mostrar como se faz a recuperação dum prédio antigo", disse ao PÚBLICO José Fernando Gonçalves, actual presidente da SRN/OA, numa visita guiada ao edifício em Álvares Cabral, que se encontra bastante degradado.

O programa da futura sede - cujo custo ronda os 1,5 milhões de euros, e que deverá ficar concluída em 2014 - é acomodar os serviços administrativos da Ordem, um pequeno auditório, uma sala polivalente, uma galeria de exposições, uma loja e ainda divisões que poderão ser rentabilizadas em eventos públicos. Tudo isto distribuído pelas duas vivendas antigas, depois de recuperadas, e por um terceiro módulo, que será construído de raiz no logradouro da propriedade.

As casas adquiridas pela SRN/OA - por 574 mil euros - foram as habitações de duas filhas do industrial portuense António José Gomes Samagaio, gerente da Fiação do Jacinto. Começaram a ser construídas em 1899, pelo mestre-de-obras Manoel Alves Ferreira, tendo sido das primeiras a nascer na nova rua que acabava de ser aberta (ver caixa). Inicialmente tinham apenas um piso, mas em sucessivas intervenções realizadas até 1925 foram crescendo até adquirirem a volumetria e o desenho que apresentam hoje: uma configuração praticamente simétrica, com três pisos e três frentes, fachadas com azulejos azuis (a cor dominante na rua) de revestimento e decorativos, varandas e varandins, janelas e vitrais, tudo com uma qualidade de arquitectura que viria a marcar toda a rua.

"Foi um exercício curioso resolver o interior deste quarteirão formado por dois lotes estreitos e compridos", diz Rui Neto, realçando o facto de as duas vivendas apresentarem diferentes graus de degradação. "Uma das filhas do industrial era mais cuidadosa do que a outra", comentou o arquitecto, referindo-se ao facto de uma das casas estar em melhor estado. Isso vai permitir o seu restauro com o aproveitamento da traça original, com as madeiras, os estuques, as colunas decorativas... Já a segunda casa, bastante estragada, exigirá uma intervenção diferente, mais de reabilitação do que de restauro - daí "o carácter exemplar" que José Fernando Gonçalves reivindica para este projecto.

O terceiro módulo da intervenção implica destruir as cozinhas instaladas no logradouro e a garagem e construir um edifício em "U" ligado aos dois já existentes, onde ficarão alguns espaços de utilização pública.

Foi a este múltiplo desafio que respondeu o projecto do atelier NPS. "A nossa estratégia era que o edifício continuasse a contar a sua história: apostámos em três modos diferentes de intervenção, assumindo as suas diferenças, mas sem quebrar a homogeneidade e evitando transições abruptas", diz Rui Neto. Com os seus colegas - todos formados pela Universidade Lusíada no Porto, e com especialização em Recuperação -, foi depois chamado a adequar o projecto pensado em 2004 à nova legislação relativa a questões como a sustentabilidade energética. "O licenciamento do projecto é anterior à nova legislação, mas a Ordem - e bem - achou que deveria dar o exemplo no melhor aproveitamento das novas tecnologias nessa área", nota o arquitecto.

 

Fonte: Jornal "O Público", de 13.03.2011

publicado por mhp às 10:53
link do post | comentar | favorito

.Informações sobre o MHP

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.arquivos

. Abril 2012

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

.posts recentes

. NOVO ENDEREÇO DESTE BLOGU...

. Mudança de imagem e ender...

. Sidónio Pais vai ter Muse...

. Conferência Internacional...

. Jornadas Europeias do Pat...

. A Câmara do Porto quer co...

. Catálogo on-line da expos...

. Boletins Culturais de Vil...

. Elevador de Santa Justa c...

. Jornadas Europeias do Pat...

. Descobertos nos Açores pr...

. Braga: Turel ganha espaço...

. Biblioteca Nacional tem c...

. ON.2 promove rede de coop...

. Apresentação da Revista P...

. Museos.es – uma edição do...

. Santana classificada pela...

. Lançamento do livro “Alga...

. Produtos Artesanais – Doc...

. Criado “Roteiro” para pro...

. ...

. Biblioteca Britânica e Go...

. Museu Virtual do Porto de...

. Revista “Amigos de los Mu...

. FAUP lança Curso de Estud...

. Encontro Iberoamericano s...

. Curso livre sobre Arqueol...

. ARQUIVO SECRETO DO VATICA...

. Projecto “Às terças na sa...

. Exposição “Brinquedos Por...

. FAUP lança Curso de Estud...

. Classificação de Imóveis ...

. Lançamento do livro «Rece...

. Túmulo nos Jerónimos pode...

. Exposição “Arqueologia do...

. Seminário “O AMbiente Dig...

. “Casa Portuguesa” vai sur...

. Ruínas romanas de Tróia r...

. Recuperação do Teatro do ...

. Orientações para a Descri...

. Curso de Versão: "FILMMAK...

. Site do Secretariado Naci...

. “Espólio artístico das Mi...

. Nova versão de Ficha de S...

. Seminário “Os Arquivos co...

. IGESPAR prevê lançar conc...

. Ministros da Cultura acor...

. 3º Festival Internacional...

. Dia Internacional dos Arq...

. Instituto Andaluz do Patr...

.Últimos Comentários

Bom dia,O link está com um problema, que não permi...
Joana,O novo site ainda está em construção, mas o ...
Boa noiteGostaria de saber qual o novo endereço do...
Boa entrada, Paulo. Esta iniciativa seria um óptim...

.tags

. todas as tags